Mensagem da Diretora Geral da UNESCO por ocasião do Dia Internacional da Mulher

logo UNESCO 500x155

8 de março de 2017 - Mensagem da Diretora Geral da UNESCO por ocasião do Dia Internacional da Mulher

“A história da luta das mulheres pela igualdade não pertence às feministas – é a história de todos os homens e mulheres que lutam juntos pela defesa dos direitos humanos.” Esta afirmação da militante Gloria Steinem reflete o caráter universal da luta pelos direitos das mulheres e, todos os anos, a 8 de março, reafirmamos o nosso compromisso com a igualdade de género como motor de dignidade para todos.

As desigualdades entre homens e mulheres prejudicam a sociedade em todos os níveis do desenvolvimento. A violência, a injustiça e os estereótipos de que sofrem demasiadas mulheres, na sua vida pessoal ou profissional, fragilizam toda a sociedade e privam-na de um importante potencial de criatividade, de força e de confiança no futuro. No momento em que as Nações Unidas adotaram a ambiciosa agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável, a plena autonomização das raparigas e das mulheres é uma das mais poderosas alavancas do desenvolvimento da humanidade que convém aproveitarmos ao máximo.

Trata-se de uma questão de princípio e de bom senso: todos temos interesse em promover a igualdade entre homens e mulheres, em todos os níveis da sociedade: nos campos agrícolas ou nos bancos das assembleias parlamentares, nos conselhos de administração das empresas ou nas ruas das nossas cidades. As mulheres das zonas rurais são diretamente responsáveis pela metade da produção alimentar do mundo – e são elas que, em primeiro lugar, gerem e recolhem os recursos naturais. Noventa por cento das violações no mundo ocorrem precisamente neste caminho que as mulheres percorrem para ir buscar água ou lenha. Dois terços dos adultos analfabetos no mundo são mulheres. Uma em cada três mulheres sofre de violência física na sua esfera privada e a disparidade salarial entre homens e mulheres, pelo mesmo trabalho e com iguais competências, é uma realidade à escala mundial.

À semelhança dos homens, as mulheres devem poder exercer as suas liberdades e fazer as suas próprias escolhas, ser donas do seu corpo e da sua vida, e participar nas decisões que determinam o curso das sociedades. Em todo o lado, mulheres e homens estão determinados em mudar as coisas, denunciar as discriminações, reivindicar uma verdadeira igualdade e é nosso dever apoiá-los e acompanhá-los. Para a UNESCO, o primeiro motor da mudança reside na educação, na formação, e na possibilidade dada a todas as raparigas e mulheres de prosseguirem carreiras profissionais nos domínios da investigação, da política, da cultura. A igualdade reside também na luta contra os preconceitos, nos media e nas representações coletivas, destacando mulheres cientistas, artistas ou politicas que contribuem para o progresso da humanidade em todos os domínios. Por ocasião deste Dia Internacional da Mulher 2017, apelo aos Estados membros para que assumam um compromisso pelos direitos das mulheres, e promovam assim os direitos e a dignidade para todos.

Irina Bokova
Diretora Geral da UNESCO

Está em... Home Notícias Direitos Humanos Mensagem da Diretora Geral da UNESCO por ocasião do Dia Internacional da Mulher