. O direito a viver sem mutilação genital feminina

Veja aqui o vídeo do lançamento da campanha O Direito a Viver sem Mutilação Genital Feminina  que foi apresentada no passado dia 20 de julho de 2016 no Aeroporto  Humberto Delgado, em Lisboa. Esta é uma iniciativa conjunta  do Governo de Portugal através da Secretaria de Estado para a Cidadania e Igualdade e de várias entidades públicas e privadas de Portugal e Guiné-Bissau. O Ministro Eduardo Cabrita, a Secretária de Estado Catarina Marcelino e Fatumata Djau Baldé, do Comité Nacional para o Abandono das Práticas Tradicionais Nefastas à Saúde da Mulher e da Criança da Guiné-Bissau, juntaram-se às organizações da sociedade civil e entidades públicas que protagonizam esta Campanha de Verão.

A mutilação genital feminina (MGF) é uma forma de violência física e psicológica e uma violação dos direitos humanos de meninas e mulheres. Dizer não é um direito e um dever. A MGF não é tradição, não é cultura, é crime.

 

Veja o vídeo também aqui, junte-se à causa e partilhe!

Está em... Home O direito a viver sem mutilação genital feminina