Temas na Imprensa A P&D Factor é uma associação sem fins lucrativos para os Direitos Humanos de cada uma e de todas as pessoas https://popdesenvolvimento.org/temas-na-imprensa.feed 2021-05-09T01:05:11+01:00 P&D Factor- População e Desenvolvimento info@popdesenvolvimento.org Joomla! - Open Source Content Management 17-04-2020 "Estamos a antecipar um 'boom' de denúncias de violência doméstica" 2020-04-16T18:34:05+01:00 2020-04-16T18:34:05+01:00 https://popdesenvolvimento.org/temas-na-imprensa/838-17-04-2020-estamos-a-antecipar-um-boom-de-denuncias-de-violencia-domestica.html Susana Godinho sgodinho@sabiasque.pt <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/imprensa/logo-noticias-ao-minuto.png" alt="logo notícias ao minuto" style="margin-bottom: 5px; margin-right: 10px; float: left;" /></p> <p>Rosa Monteiro, secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, é a entrevistada de hoje do Vozes ao Minuto.</p> <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/imprensa/logo-noticias-ao-minuto.png" alt="logo notícias ao minuto" style="margin-bottom: 5px; margin-right: 10px; float: left;" /></p> <p>Rosa Monteiro, secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, é a entrevistada de hoje do Vozes ao Minuto.</p> 23-03-2020 Não Esquecer as Vítimas de Violência Doméstica e de Género 2020-03-23T09:34:05+00:00 2020-03-23T09:34:05+00:00 https://popdesenvolvimento.org/temas-na-imprensa/826-23-03-2020-nao-esquecer-as-vitimas-de-violencia-domestica-e-de-genero.html Susana Godinho sgodinho@sabiasque.pt <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/imprensa/logo-fem.png" alt="logo feministas em movimento" style="margin-bottom: 5px; margin-right: 10px; float: left;" /></p> <p><strong>COVID-19: ISOLAMENTO SOCIAL E QUARENTENA AUMENTAM RISCO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E DE GÉNERO CONTRA AS MULHERES</strong></p> <p>“Com a declaração do estado de emergência a democracia não será suspensa, continuaremos com o pleno funcionamento das nossas instituições democráticas, continuaremos a ser uma sociedade de cidadãos livres que serão responsáveis por si e pelos outros”. Esta declaração do primeiro-ministro foi feita após a reunião do Conselho de Estado que, em 18 de Março de 2020, apoiou a intenção do presidente da República de declarar o Estado de Emergência em Portugal.</p> <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/imprensa/logo-fem.png" alt="logo feministas em movimento" style="margin-bottom: 5px; margin-right: 10px; float: left;" /></p> <p><strong>COVID-19: ISOLAMENTO SOCIAL E QUARENTENA AUMENTAM RISCO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E DE GÉNERO CONTRA AS MULHERES</strong></p> <p>“Com a declaração do estado de emergência a democracia não será suspensa, continuaremos com o pleno funcionamento das nossas instituições democráticas, continuaremos a ser uma sociedade de cidadãos livres que serão responsáveis por si e pelos outros”. Esta declaração do primeiro-ministro foi feita após a reunião do Conselho de Estado que, em 18 de Março de 2020, apoiou a intenção do presidente da República de declarar o Estado de Emergência em Portugal.</p> 20-03-2020 Why gender matters in the impact and recovery from Covid-19 2020-03-20T09:34:05+00:00 2020-03-20T09:34:05+00:00 https://popdesenvolvimento.org/temas-na-imprensa/828-20-03-2020-why-gender-matters-in-the-impact-and-recovery-from-covid-19.html Susana Godinho sgodinho@sabiasque.pt <p><a href="https://popdesenvolvimento.org/index.php?option=com_content&amp;view=article&amp;id=828:20-03-2020-why-gender-matters-in-the-impact-and-recovery-from-covid-19&amp;catid=117" title="Why gender matters in the impact and recovery from Covid-19"><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/imprensa/global-health-workforce.png" alt="global health workforce" width="30%" style="width: 30%; margin-right: 5px; margin-bottom: 5px; float: left;" /></a> Há necessidade de garantir que os serviços de saúde sexual e reprodutiva sejam priorizados durante a crise Covid-19, para garantir que mulheres &amp; meninas têm acesso a serviços de cuidados maternos, seguir a gravidez, prevenir gravidez não desejadas, acompanhamento e vacinação e para sobreviventes de violência baseada no género.</p> <p><a href="https://popdesenvolvimento.org/index.php?option=com_content&amp;view=article&amp;id=828:20-03-2020-why-gender-matters-in-the-impact-and-recovery-from-covid-19&amp;catid=117" title="Why gender matters in the impact and recovery from Covid-19"><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/imprensa/global-health-workforce.png" alt="global health workforce" width="30%" style="width: 30%; margin-right: 5px; margin-bottom: 5px; float: left;" /></a> Há necessidade de garantir que os serviços de saúde sexual e reprodutiva sejam priorizados durante a crise Covid-19, para garantir que mulheres &amp; meninas têm acesso a serviços de cuidados maternos, seguir a gravidez, prevenir gravidez não desejadas, acompanhamento e vacinação e para sobreviventes de violência baseada no género.</p> 02-11-2019 Nações Unidas alertam Portugal para aumentar idade mínima dos casamentos para 18 anos 2019-11-04T09:34:05+00:00 2019-11-04T09:34:05+00:00 https://popdesenvolvimento.org/temas-na-imprensa/804-02-11-2019-nacoes-unidas-alertam-portugal-para-aumentar-idade-minima-dos-casamentos-para-18-anos.html Susana Godinho sgodinho@sabiasque.pt <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/imprensa/logo_dn.png" alt="logo dn" style="margin-bottom: 5px; margin-right: 10px; float: left;" /></p> <p>Nações Unidas alertam Portugal para a necessidade de aumentar a idade mínima dos casamentos para 18 anos. Embora tenha vindo a descer, em 2018 celebraram-se 113 matrimónios.</p> <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/imprensa/logo_dn.png" alt="logo dn" style="margin-bottom: 5px; margin-right: 10px; float: left;" /></p> <p>Nações Unidas alertam Portugal para a necessidade de aumentar a idade mínima dos casamentos para 18 anos. Embora tenha vindo a descer, em 2018 celebraram-se 113 matrimónios.</p> Projeto piloto já permitiu detetar 54 casos de mutilação genital feminina em seis meses em Portugal. 2019-08-11T16:07:33+01:00 2019-08-11T16:07:33+01:00 https://popdesenvolvimento.org/temas-na-imprensa/765-projeto-piloto-permitiu-detetar-casos-mutilacao-genital-feminina-portugal.html Susana Godinho sgodinho@sabiasque.pt <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/imprensa/logo-observador-2019-150x40.png" alt="logo observador 2019 150x40" style="margin-right: 10px; margin-bottom: 5px; float: left;" />Foram detetados 54 casos de mutilação genital feminina em Portugal, quase tantos como em 2018, na sequência do projeto Práticas Saudáveis, de prevenção e combate ao fenómeno. Leia a notícia <a href="https://observador.pt/2019/08/14/projeto-piloto-ja-permitiu-detetar-54-casos-de-mutilacao-genital-feminina-em-seis-meses/" target="_blank" rel="noopener" title="Projeto piloto já permitiu detetar 54 casos de mutilação genital feminina em seis meses em Portugal">aqui</a>.</p> <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/imprensa/logo-observador-2019-150x40.png" alt="logo observador 2019 150x40" style="margin-right: 10px; margin-bottom: 5px; float: left;" />Foram detetados 54 casos de mutilação genital feminina em Portugal, quase tantos como em 2018, na sequência do projeto Práticas Saudáveis, de prevenção e combate ao fenómeno. Leia a notícia <a href="https://observador.pt/2019/08/14/projeto-piloto-ja-permitiu-detetar-54-casos-de-mutilacao-genital-feminina-em-seis-meses/" target="_blank" rel="noopener" title="Projeto piloto já permitiu detetar 54 casos de mutilação genital feminina em seis meses em Portugal">aqui</a>.</p> 30-01-2019 Cabo Verde lidera o caminho para acabar com novas infecções por VIH em crianças na África Ocidental e Central 2019-01-30T09:34:05+00:00 2019-01-30T09:34:05+00:00 https://popdesenvolvimento.org/temas-na-imprensa/744-30-01-2019-cabo-verde-lidera-o-caminho-para-acabar-com-novas-infeccoes-por-vih-em-criancas-na-africa-ocidental-e-central.html Susana Godinho sgodinho@sabiasque.pt <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/imprensa/logo-oms-africa.png" alt="logo oms africa" style="margin-bottom: 5px; margin-right: 10px; float: left;" />Menos de metade de todas as mulheres grávidas vivendo com VIH na África Ocidental e Central (47%) tiveram acesso a medicamentos anti-retrovirais para prevenir a transmissão do vírus aos seus filhos, em comparação com quase 90% na África Oriental e Austral. Muitos países estão atrasados na prevenção da transmissão vertical. Muitos outros países da região ainda não alcançaram o mesmo nível de sucesso que Cabo Verde. Menos de metade de todas as mulheres grávidas vivendo com VIH na África Ocidental e Central (47%) tiveram acesso a medicamentos anti-retrovirais para prevenir a transmissão do vírus aos seus filhos, em comparação com quase 90% na África Oriental e Austral.</p> <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/imprensa/logo-oms-africa.png" alt="logo oms africa" style="margin-bottom: 5px; margin-right: 10px; float: left;" />Menos de metade de todas as mulheres grávidas vivendo com VIH na África Ocidental e Central (47%) tiveram acesso a medicamentos anti-retrovirais para prevenir a transmissão do vírus aos seus filhos, em comparação com quase 90% na África Oriental e Austral. Muitos países estão atrasados na prevenção da transmissão vertical. Muitos outros países da região ainda não alcançaram o mesmo nível de sucesso que Cabo Verde. Menos de metade de todas as mulheres grávidas vivendo com VIH na África Ocidental e Central (47%) tiveram acesso a medicamentos anti-retrovirais para prevenir a transmissão do vírus aos seus filhos, em comparação com quase 90% na África Oriental e Austral.</p> 21-12-2018 Parlamento aprova diplomas de PS e PAN para reforçar proteção da mulher na gravidez, parto e pós-nascimento 2019-01-08T09:34:05+00:00 2019-01-08T09:34:05+00:00 https://popdesenvolvimento.org/temas-na-imprensa/743-21-12-2018-parlamento-aprova-diplomas-de-ps-e-pan-para-reforcar-protecao-da-mulher-na-gravidez-parto-e-pos-nascimento.html Susana Godinho sgodinho@sabiasque.pt <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/imprensa/logo_dn.png" alt="logo dn" style="margin-bottom: 5px; margin-right: 10px; float: left;" /></p> <p>O parlamento aprovou hoje projetos de lei do PS e do PAN para reforçar a proteção da mulher na gravidez, no parto e após o nascimento da criança, propondo, entre outras medidas, a criação de um "plano de nascimento".</p> <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/imprensa/logo_dn.png" alt="logo dn" style="margin-bottom: 5px; margin-right: 10px; float: left;" /></p> <p>O parlamento aprovou hoje projetos de lei do PS e do PAN para reforçar a proteção da mulher na gravidez, no parto e após o nascimento da criança, propondo, entre outras medidas, a criação de um "plano de nascimento".</p> 20.11.2018 - "O poder de escolha" por Catarina Marcelino 2018-11-20T14:58:55+00:00 2018-11-20T14:58:55+00:00 https://popdesenvolvimento.org/temas-na-imprensa/741-20-11-2018-o-poder-de-escolha-por-catarina-marcelino.html Susana Godinho sgodinho@sabiasque.pt <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/noticias/logo_visao_90x70.png" alt="logo visao 90x70" style="margin-right: 10px; margin-bottom: 5px; float: left;" />"Na maioria dos países da União Europeia onde Portugal de insere há um desafio, inverso ao dos países em vias de desenvolvimento, porque o número de filhos real é inferior ao número de filhos desejados, com consequências negativas para a necessária substituição de gerações, fundamental à preservação de qualquer sociedade."</p> <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/noticias/logo_visao_90x70.png" alt="logo visao 90x70" style="margin-right: 10px; margin-bottom: 5px; float: left;" />"Na maioria dos países da União Europeia onde Portugal de insere há um desafio, inverso ao dos países em vias de desenvolvimento, porque o número de filhos real é inferior ao número de filhos desejados, com consequências negativas para a necessária substituição de gerações, fundamental à preservação de qualquer sociedade."</p> Relatório sobre a Situação da População Mundial 2018 – O Poder de Escolha 2018-10-30T15:53:27+00:00 2018-10-30T15:53:27+00:00 https://popdesenvolvimento.org/temas-na-imprensa/730-o-relatorio-sobre-a-situacao-da-populacao-mundial-2018-o-poder-de-escolha.html Susana Godinho sgodinho@sabiasque.pt <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/noticias/MonicaFerro_Entrevista26Out18_150.png" alt="MonicaFerro Entrevista26Out18 150" style="margin-bottom: 5px; margin-left: 10px; float: right;" /><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/noticias/logo_RTP.png" alt="logo RTP" style="margin-right: 10px; margin-bottom: 5px; float: left;" />O Relatório sobre a Situação da População Mundial 2018 – O Poder de Escolha: direitos reprodutivos e a transição demográfica, entrevista RTP – Africa com Mónica Ferro, Directora UNFPA em Genebra.</p> <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/noticias/MonicaFerro_Entrevista26Out18_150.png" alt="MonicaFerro Entrevista26Out18 150" style="margin-bottom: 5px; margin-left: 10px; float: right;" /><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/noticias/logo_RTP.png" alt="logo RTP" style="margin-right: 10px; margin-bottom: 5px; float: left;" />O Relatório sobre a Situação da População Mundial 2018 – O Poder de Escolha: direitos reprodutivos e a transição demográfica, entrevista RTP – Africa com Mónica Ferro, Directora UNFPA em Genebra.</p> Portugal regista 237 meninas sujeitas a mutilação genital 2018-10-01T11:58:48+01:00 2018-10-01T11:58:48+01:00 https://popdesenvolvimento.org/temas-na-imprensa/709-portugal-regista-237-meninas-sujeitas-a-mutilacao-genital.html Susana Godinho sgodinho@sabiasque.pt <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/imprensa/logo_dn.png" alt="logo dn" style="margin-right: 10px; margin-bottom: 5px; float: left;" />As unidades de saúde portuguesas indicam 237 casos de Mutilação Genital Feminina (MGF) desde 2014. São mulheres, mas tinham menos de 7 anos quando foram mutiladas, a maioria na Guiné-Bissau.</p> <p><img src="https://popdesenvolvimento.org/images/imprensa/logo_dn.png" alt="logo dn" style="margin-right: 10px; margin-bottom: 5px; float: left;" />As unidades de saúde portuguesas indicam 237 casos de Mutilação Genital Feminina (MGF) desde 2014. São mulheres, mas tinham menos de 7 anos quando foram mutiladas, a maioria na Guiné-Bissau.</p>