. Dia Internacional dos Direitos Humanos juntou várias personalidades que dizem "Sim Igualdade"

guinebissau meninasmulheres junho2017 logotipo 120x200Em em Lisboa num pequeno almoço, gentilmente oferecido pela Chefe Luísinha no Restaurante Peixe na Avenida, estiveram reunidas mulheres que são rosto da Campanha (as deputadas Margarida Balseiro Lopes do PSD, Catarina Marcelino do PS, Teresa Caeiro do CDS e Sandra Cunha do BE), Sandra Correia- fundadora do Womens Club Portugal, Eduarda Abbondanza -Presidente da Moda Lisboa e Professora, Carla Adão Jornalista, subdirectora da RTP Africa e Voluntária, Inês Leitão, Guionista e autora do documentário “Este é o meu corpo”, Carla Martingo, Investigadora e Vice-Presidente da P&D Factor, Patricía Lourenço, Fotografa e voluntária, mas também a Directora da Organização dos Estados Ibero-Americanos em Portugal, Ana Paula Laborinho e Paula Barros, do Camões, IP. A apresentação esteve a cargo de Graça Campinos Poças e Alice Frade da P&D Factor.

DiaInternDirHum4 200x135No seguimento da apresentação da campanha, a Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Rosa Monteiro, enviou uma mensagem-vídeo onde refere o seu apoio e adianta que 2018 será o ano da CPLP para o fim da violência sobre as mulheres, que a futura estratégia da Igualdade em Portugal incluirá de forma explícita a igualdade entre raparigas e rapazes e o abandono de práticas nefastas como a MGF e os casamentos infantis forçados chamando a atenção para a necessidade de reforçar a atuação em matéria de trabalho colaborativo e cooperação em igualdade.

DiaInternDirHum3 200x110Na Guiné-Bissau, o CNAPN esteve presente e mobilizou diferentes as iniciativas para assinalar do Dia Internacional para os Direitos Humanos – com a apresentação pública de abandono de práticas nefastas em 13 tabancas do interior do país (sectores de Gabú e Pitche) e um encontro de rostos da campanha, equipas do projecto e imprensa em Bissau.

DiaInternDirHum2 200x110#Simigualdade conta com a participação de várias personalidades como Catarina Furtado, Embaixadora de Boa Vontade do UNFPA, Rita Redshoes, cantautora, Mariana Monteiro, atriz e voluntária, Tchuma Bari, Embaixadora da UNICEF na Guiné-Bissau e Fatumata Djau Baldé, Presidente do Comité Nacional para o Abandono das Práticas Nefastas na Guiné-Bissau, Ndira Cabral, assessora do Presidente para os Direitos Humanos e Suzy Barbosa, Presidente da rede de mulheres parlamentares e vencedora do Prémio Humanitário Africano 2017.

Os temas que mobilizaram estas mulheres nesta manhã do Dia Internacional dos Direitos Humanos foram, entre outros, a importância do trabalho com as comunidades, o empoderamento e o papel das jovens e mulheres nas iniciativas de Direitos Humanos e desenvolvimento, a importância de desocultar fenómenos de violência e discriminação também no contexto das famílias e a necessidade de aumentar o impacto e número de mulheres com liderança e mensagens que nos dois países possam ser porta-voz do direitos a viver sem MGF, Casamentos precoces e forçados e com pleno direito à educação e à saúde, incluindo a sexual e reprodutiva, em igualdade. Por fim o desejo para que SIM IGUALDADE seja um repto para um ano 2018 onde os Direitos Humanos das raparigas e mulheres estejam de facto na agenda política e social com os recursos necessários, para que seja possível esta ser a geração que põe fim à mutilação genital feminina, aos casamentos infantis e forçados e à não escolarização de meninas e jovens mulheres… sem deixar ninguém para trás.

DiaInternDirHum1 500x375

DiaInternDirHum5 500x335

logotipo PEIXE NA AVENIDA peqA P&D Factor agradece ao restaurante Peixe na Avenida e à Chefe Luisinha o apoio a esta iniciativa.

Está em... Home arrow Dia Internacional dos Direitos Humanos juntou várias personalidades que dizem "Sim Igualdade" Guiné Bissau - Meninas e Mulheres arrow Dia Internacional dos Direitos Humanos juntou várias personalidades que dizem "Sim Igualdade" Dia Internacional dos Direitos Humanos juntou várias personalidades que dizem "Sim Igualdade"