Actividades

1. IDENTIDADE E DIVULGAÇÃO

A P&D Factor tem por objetivo criar uma imagem corporativa coerente e forte que espelhe uma identidade estável, firme e segura que transmita as ideias de transparência nas relações e construções e de perenidade nas intenções.

2. SUPORTE INSTITUCIONAL

A P&D Factor tem por objectivo desenvolver um conjunto de contactos e iniciativas que permitam a criação de relações, parcerias e redes de contactos com entidades como ONG, IPSS, Institutos Públicos e agentes de decisão técnica e política no sentido de promover a sua missão, as causas e propostas correspondentes e, assim, promover o debate, a cidadania activa e responder a problemas identificados em áreas como "População e Desenvolvimento", "Segurança, Justiça e Direitos Humanos" ou "Saúde e Género" .

3. INFORMAÇÃO, COMUNICAÇÃO E ADVOCACY (1)

A P&D Factor tem por objectivo implementar campanhas sobre temas centrais para 2013-2014, publicar e divulgar folhas informação subordinadas a um tema comum "Contributos para o mundo pós 2015", realizar seminários/colóquios sobre assuntos relacionados com a Cooperação Internacional, a sustentabilidade do Desenvolvimento pós 2015 e as agendas de política externa e cooperação pós 2015, entre outras actividades.

4. INVESTIGAÇÃO

A P&D Factor irá acompanhar e monitorizar as políticas de Cooperação e Política Externa em matéria de saúde, género e igualdade, educação, ambiente, direitos e segurança humana, com enfoque nos planos de ação (PoA) de Cairo, Pequim e Objectivos de Desenvolvimento do Milénio através de reuniões de peritos/as, agentes de decisão política e técnica portugueses em matéria de População e Desenvolvimento.

5. COOPERAÇÃO INTERNACIONAL

A P&D Factor procura identificar e estabelecer uma rede de contactos frequentes com entidades congéneres a actuar em Portugal, na Lusofonia e no espaço europeu, bem como agentes de decisão política (incluindo Parlamentares) e técnica em matéria de População e Desenvolvimento, ONG e Agências das Nações Unidas a actuar nos países CPLP e outros países europeus, acompanhar os fora internacionais de Parlamentares em matéria de População e Desenvolvimento, com enfoque em questões de Género e Saúde Reprodutiva, Cooperação e Direitos Humanos, participar em redes de trabalho existentes, ou a criar, com actuação específica em matéria de Desenvolvimento e com enfoque em questões de Género e Saúde Reprodutiva, Cooperação e Direitos Humanos.

 


(1) Termo usado para descrever diferentes formas de construir apoio político, público e financeiro para um tema ou causa especifica. Advoga-se para aumentar o apoio para uma causa e influenciar outros a construir um ambiente favorável e em simultâneio tentar promover um quadro legislativo coerente e adequado a esse facto, o que implica promoção, defesa e visibilidade. Fonte: II Plano de Acção para a Eliminação da Mutilação Genital Feminina, inserido no IV Plano Nacional para Igualdade - Género, Cidadania e Não Discriminação (2011 – 2013), Pág. 11.

. Caixa Pedagógica de Imagens sobre Mutilação Genital Feminina

Caixa Pedagógica de Imagens sobre Mutilação Genital Feminina

Apresentação pública da Caixa Pedagógica de Imagens sobre Mutilação Genital Feminina no próximo dia 23 de Novembro (4ª feira) pelas 11h15 no Anfiteatro da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa – Parque das Nações. A Caixa Pedagógica de Imagens sobre as consequências físicas da Mutilação Genital Feminina visa promover uma ampla tomada de consciência dos efeitos nefastos desta prática e da necessidade do seu abandono.

. 100 + em Apelo junta academia, empresárias/os, artistas, parlamentares, associações, profissionais e ativistas no Dia Internacional da Rapariga

DiaInternacionalRapariga 11Out2016 Imagem300x210

A P&F Factor junta academia, empresárias/os, artistas, parlamentares, profissionais, ativistas e associações num Apelo conjunto: Precisamos em Portugal de uma Agenda 2030 que seja hoje transformativa do poder de meninas e raparigas, que enforme e tenha impacto no futuro de toda a humanidade. 

. Campanha “O direito a viver sem mutilação genital feminina” (MGF)

Foto Equipa - o direito a viver sem mutilação genital feminina -

O título é o nome de uma campanha contra a mutilação genital (MGF), lançada ontem no aeroporto de Lisboa. Alertar para os riscos desta prática nefasta a que são submetidas 200 milhões de meninas e mulheres no mundo é o objetivo desta iniciativa que vai decorrer durante o verão e tem como destinatárias todas as pessoas, não apenas as que viajam para os países praticantes da MGF. Porque esta luta tem de ser de todos.

Diálogo sobre Igualdade de Género e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Diálogo sobre Igualdade de Género e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

No âmbito dos desafios consagrados na Agenda 2030, com especial foco nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), teve lugar a iniciativa “Diálogos 345- Igualdade e ODS /Agenda 2030”, no Camões – Instituto da Cooperação e da Língua.

Diálogo sobre Juventude e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Diálogo sobre Juventude e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

No âmbito dos desafios consagrados na Agenda 2030, com especial foco nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS 3, 4 e 5), teve lugar a iniciativa “Diálogo Juventude e ODS /Agenda 2030”, no Camões – Instituto da Cooperação e da Língua.

1º Encontro Regional para a Intervenção Integrada pelo Fim da Mutilação Genital Feminina

encontro fim mgf

1º Encontro Regional para a Intervenção Integrada pelo Fim da Mutilação Genital Feminina – 4 de Fevereiro – Assinala o Dia Internacional de Tolerância Zero à MGF

Está em... Home arrow Actividades Actividades